Dia Mundial do Livro terá mobilização nacional contra proposta de taxação dos livros

abr 20, 2021 | Press Releases

Viradão da Leitura propõe 24 horas de leitura nas redes sociais

Em 23 de abril, data em que se comemora o Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor, o “povo do livro” propõe uma mobilização nacional de 24 horas de leitura nas redes sociais, com o objetivo de mostrar que os brasileiros de diferentes regiões e classes sociais, leem e precisam de mais investimentos do poder público para a área. O Viradão da Leitura é um posicionamento da sociedade civil contra a proposta de reforma tributária do ministro Paulo Guedes, que prevê uma alíquota de 12% sobre os livros.

Na justificativa, o Governo Federal diz que “o livro é um produto de elite, e que essas pessoas podem pagar mais caro”. Porém, conforme a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, a classe C, além de leitora, é também consumidora de livros. Atualmente 27 milhões de brasileiros enquadrados nesse estrato social, se declaram leitores.

A ideia desta mobilização nacional é que cada pessoa no seu horário diário de leitura, abra a câmara e transforme esse momento numa live pública, conforme explica o presidente do Instituto de Leitura Quindim e um dos idealizadores do Viração da Leitura, Volnei Canônica. “Cada um na sua casa, com o seu livro na mão, vai mostrar para quem precisa ver e entender que a leitura está na nossa vida independente do lugar que ocupamos nesse mundo”, explica.

A ideia do Viradão da Leitura surgiu em uma conversa entre a escritora e idealizadora do Projeto Kombina, Christina Dias, e Volnei Canônica. Já a identidade visual da mobilização e a frase “TODOS os brasileiros querem ler” foram criadas pela premiada ilustradora Mariana Massarani.

“Essa mobilização foi a forma que encontramos para mostrar que somos muitos e estamos juntos. O isolamento social não significa o isolamento ideológico. A ideia de ocupar as redes surge para mostrar o que acontece no nosso cotidiano e que a leitura e o livro fazem parte da nossa vida sim”, ressalta Christina Dias.

Veja o passo a passo de como participar do Viradão da Leitura, mobilização nacional contra a taxação dos livros:

1) No dia 23 de abril, escolha um horário entre 00h01 e 23h59 e acesse ao vivo sua rede social preferida. Escolhemos o Instagram como rede predominante, mas você pode fazer em qualquer espaço virtual.

2) Faça uma live com a leitura de um poema, de um trecho de um livro ou de uma história. Use o tempo que quiser.

3) Ao final, poste a live use as hashtags #viradaodaleitura, #naoataxacaodoslivros e #defendaolivro, assim poderemos acompanhar a mobilização nacional.

4) Se você quiser ter a sua leitura divulgada, acesse o site do Instituto de Leitura Quindim no link https://bit.ly/32sItqT, e informe o horário em que estará ao vivo. O preenchimento dessas informações precisa ser feito até o dia 21/04. No dia 22/04 vamos compartilhar a programação.

5) No dia 23, das 17h às 19h, o Instituto Quindim fará pelo Instagram um bate-papo com autores, editores, mediadores, bibliotecários, promotores de leitura, políticos e pessoas que queiram se manifestar contra a taxação do livro.

Please follow and like us: