Fundação Marcopolo é selecionada para elaborar e executar editais da Lei Aldir Blanc

nov 11, 2020 | Press Releases

Entidade será responsável pelo Concurso de Criação e Formação de Projetos Culturais do Rio Grande do Sul. O orçamento previsto é de R$ 8 milhões

 

A Fundação Marcopolo foi selecionada pela Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul (SEDAC) para elaborar e executar o edital de Concurso de Criação e Formação. Os projetos culturais contemplados serão financiados com recursos da Lei Federal no 14.017/2020 – Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc.

Para projetos de pessoas físicas e coletivos informais o valor será de R$ 15 mil, enquanto pessoas jurídicas o valor será de R$ 50 mil. O orçamento total será de R$ 8 milhões. A Fundação Municipal de Artes de Montenegro atuará como parceira no processo de avaliação e acompanhamento dos trabalhos inscritos.

O governo do Estado deverá fazer o repasse dos recursos à Fundação Marcopolo, até o fim de dezembro. Logo em seguida, interessados poderão inscrever os projetos por meio de formulário simplificado, no site da Fundação. Caso o governo do Estado faça o redirecionamento de mais recursos, o número de vagas poderá ser ampliado.

O objetivo do edital é a distribuição equilibrada dos recursos, desburocratizando ao máximo todos os processos com ferramenta de inscrição online, facilitando um atendimento abrangente e justo por cotas sociais, por áreas e por segmentos, sempre respaldados pela distribuição demográfica da população do Rio Grande do Sul.

“Pela primeira vez em três décadas, a Fundação Marcopolo tem a oportunidade de fazer um projeto em âmbito estadual, de grande relevância cultural, potencializando e fomentando o crescimento da economia criativa. Esperamos que seja o primeiro de muitos e também nos sirva de preparação e aprendizado para saltos maiores”, destaca Alberto Ruy Calcagnotto, membro do Conselho Deliberativo da Fundação Marcopolo.

Há mais de 32 anos, a Fundação Marcopolo trabalha na promoção do bem-estar dos colaboradores e da sociedade em que está inserida. Especificamente, há 10 anos, atua fortemente no segmento da cultura, com reconhecimento público garantido em 2019, por meio de duas prestigiadas premiações: Prêmio Educação RS e Prêmio Brasil Criativo, com o projeto Cultura Hip Hop nas Escolas, realizado em parceria com o rapper caxiense Chiquinho Divilas.

Gerador de empregos

Em pesquisa inédita sobre o cenário da economia criativa no Estado, realizada pelo Departamento de Economia e Estatística (DEE/Seplag) e a Secretaria da Cultura (SEDAC), foi constatado que setores vinculados à cultura, criatividade, conhecimento e inovação são responsáveis por 4,1% da força de trabalho no Rio Grande do Sul, gerando mais empregos que segmentos tradicionais da economia gaúcha. O estudo, mostra que são mais de 130 mil os empregos formais nesse segmento.

A Lei 14.017, batizada de Aldir Blanc e sancionada em junho deste ano pelo governo federal, prevê o repasse de R$ 3 bilhões a estados, municípios e ao Distrito Federal (DF) para ações emergenciais na área da cultura durante o estado de calamidade em função da pandemia da COVID-19. O Rio Grande do Sul deverá receber cerca de R$ 150 milhões para financiar projetos que promovam a cultura em todos os municípios e para todas as pessoas. Destes 70 milhões para o estado e 80 milhões para os municípios. O respeito à cultura em suas diversas funções, como: ampliação de repertório, estéticas, diversidade cultural e democratização de acesso, garantia de memória e pertencimento, economia da cultura, entre outras, são pilares do desenvolvimento sustentável da sociedade, e a Fundação Marcopolo se empenhará em apoiar.

Please follow and like us: