Evento online aborda exportação como estratégia de crescimento para micro e pequenas empresas da região

ago 31, 2020 | economia, Press Releases, Sem categoria

Palestra gratuita é organizado pela Microempa ocorre no dia 18 e tem a condução da especialista em negócios internacionais, Milena Zucchetti

A balança comercial brasileira registou superávit de 2,095 bilhões de dólares na primeira semana de agosto, mesmo como um dos países mais afetados pela pandemia da Covid-19, conforme dados do Ministério da Economia. Resultado puxado pelo agronegócio e indústria da transformação que anima principalmente micro e pequenas empresas que buscam diversificar os seus mercados neste momento de desaceleração e manter uma parcela considerável de suas receitas. Para discutir as principais estratégias para agir neste cenário, a Microempa promove no próximo dia 18 (terça-feira), às 19h, a palestra online “Exportação Como Estratégia de Inovação e Crescimento”, com a especialista em negócios internacionais, Milena Zucchetti. O evento é gratuito e as inscrições podem ser feitas por meio do site da entidade, no endereço www.microempa.com.br.

Entre os principais tópicos do encontro estão a exportação de serviços como uma possibilidade viável para as empresas locais e novos canais de vendas. Como tema central está a importância da exportação como forte estratégia para alavancar crescimento e proporcionar a inovação para os negócios da região. Até a primeira semana de agosto, 2534 empresas gaúchas estavam cadastradas como exportadoras junto ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – MDIC. Desse número, apenas 375 são caxienses, o que mostra um grande mercado praticamente inexplorado pelas empresas locais.

 “O mercado internacional é muito grande, tem muito espaço. Porém, as empresas hoje, principalmente as pequenas e médias, não enxergam isso como uma estratégia devido a insegurança e o desconhecimento dos processos de internacionalização e das possibilidades de crescimento em outros mercados”, destaca Milena.

A especialista aponta para a importância de projetos de inserção de micro e pequenas empresas no cenário internacional, como o Microex da Microempa. O núcleo setorial criado em 2016 viabiliza a inserção das micro e pequenas empresas no comércio internacional de forma sustentável. Atualmente, as empresas do grupo exportam para lojistas, distribuidores especializados, Home Centers, ferragens e indústrias de países como Paraguai, Argentina, Uruguai, Chile, Colômbia, EUA, México, Israel e Japão.  

“Ao participar de núcleos setoriais como o Microex, essas empresas colhem os benefícios de agir em um bloco maior. Além de se fortalecerem, elas têm acesso a inovação e informação vital de mercado, como parceiros em potencial e desenvolvimento de estratégias de negócio. Quando o empresário começa a olhar as oportunidades globais, a empresa começa a se estruturar para ser uma empresa global, a pensar lançamentos e produtos também para o mercado internacional, abrindo inúmeras oportunidades”, Destaca Milena.

Mudança de patamar

Dentro dos núcleos setoriais da Microempa, exemplo de evolução mais recente é o da Geral Eletro, empresa caxiense especializada na produção de postes de aço, que após um trabalho sólido desenvolvido em dois núcleos da entidade, desenvolveu soluções que mudaram a empresa de patamar.  A guinada positiva ocorreu no final de julho, quando após dois anos de pesquisa e validação de estudos, a Geral Eletro conseguiu a homologação junto a Companhia Paulista de Força e Luz – CPFL para a produção de postes de fibra, os chamados “Postes Padrão”. Sendo a única empresa do estado apta a produzir este tipo de produto, a tecnologia marca um ponto de virada.

Conforme o diretor, Luiz Carlos Buratti, com a homologação a expectativa é em 12 meses estar comercializando até 500 unidades/mês do produto. Para atender a esse aumento de demanda, uma mudança do pavilhão atual de 600m² para um maior, de cerca 1500², já está programada. A empresa também já vislumbra a inserção no mercado internacional, inclusive com participação em licitações para fornecimentos de produtos para o Uruguai. Relação construída a partir do trabalho realizado no Microex.

“As fronteiras não devem ser um impedimento para os empresários, inclusive os pequenos. Não podemos ficar restritos à nossa região. Nossos produtos têm qualidade para ganhar novos mercados”, conclui.

Atualmente, a Geral Eletro faz parte de dois núcleos da entidade, o Microex e o Núcleo das Empresas Eletroeletrônicas – AGEEL, que auxilia micro e pequenas empresas do setor em busca de qualificação, conhecimento e melhoria contínua dos processos.

Please follow and like us: