Grupo L. Formolo é um dos apoiadores da exposição póstuma do artista Alfredo Bedin

jul 29, 2021 | Press Releases

A mostra se estende até 8 de agosto no Centro de Cultura Ordovás e, na semana que antecede a data de Finados, ganha espaço no Memorial Crematório de Caxias do Sul

 

Compartilhar o legado do artista Alfredo Bedin, falecido em 2000, com a comunidade, onde era conhecido como o “Bedin do armazém” por estar à frente do empreendimento familiar, foi o principal objetivo da exposição póstuma, que ocupa a Galeria de Arte do Centro de Cultura Ordovás (Rua Luiz Antunes, 312), de Caxias do Sul, de 16 de julho a 8 de agosto de 2021. O Grupo L. Formolo é um dos apoiadores da iniciativa, mediante a Lei de Incentivo à Cultura (LIC), que viabilizou o projeto de catalogação do acervo, realizado pela artista Jane De Bhoni, com curadoria da pesquisadora e professora da UCS, Silvana Boone – responsável pela seleção de 30 trabalhos – e idealização do filho do artista, Fernando Bedin.

Com entrada franca, a mostra é intitulada “Alfredo Bedin: entre o exercício e o ofício da arte”, resultado de um projeto de resgate coordenado pela família a fim de valorizar sua memória e organizar seu legado, deixado em meio a um acervo de mais de 5 mil obras. Os trabalhos evidenciam a originalidade do artista, demonstrando a despreocupação com o resultado final, conjugado à riqueza de elementos utilizados por não haver compromisso em torná-los conhecidos. As telas misturam técnicas de pintura a óleo, desenho e monotipia, além de terem sido incluídos exercícios do artista com a intenção de valorizar seu processo criativo, bem como obras pintadas em frente e verso.

Na semana que antecede a data de Finados, a exposição vai incorporar as homenagens que estão sendo programadas pelo Grupo L.Formolo e será sediada em um espaço do Memorial Crematório de Caxias do Sul (Estrada São Virgílio – 6ª Légua). Em março de 2022, o Campus 8, onde funciona o Centro de Artes e Arquitetura da Universidade de Caxias do Sul, também vai abrigar a mostra.

 

O artista Alfredo Bedin

Alfredo Bedin participou de mais de 10 exposições artísticas coletivas e chegou a conquistar o 2º lugar no I Salão de Belas Artes de Caxias do Sul, realizado em 1961, quando o pintor brasileiro modernista Di Cavalcanti foi um dos integrantes do júri. Apesar da beleza e criatividade de suas obras, Bedin não chegou a ter prestígio. A mostra, aliás, também tem o objetivo de celebrar profissionais que, como ele, dedicam anos de sua história na aventura pela linguagem artística, mas deixam seus legados presos (ou quase escondidos) apenas na memória de seus familiares.   

 

 

 

 

 

 

 

Please follow and like us: