Energia solar já gerou economia de mais de R$ 61 milhões aos associados da Sicredi Pioneira desde 2016

jul 21, 2021 | Press Releases

Nos últimos cinco anos, já foram liberados mais de R$ 168 milhões em crédito exclusivo, nos 21 municípios de atuação da cooperativa. 

 

A energia solar já gerou uma economia de R$ 61.264.475,60 na conta de energia elétrica dos associados da Sicredi Pioneira RS que tiveram seus projetos financiados pela cooperativa desde maio de 2016. É o que aponta um levantamento obtido com base nos financiamentos concedidos até junho de 2021 para viabilizar cerca de 2,8 mil projetos, que, juntos, resultaram na instalação de mais de 113 mil placas solares em residências, indústrias, estabelecimentos comerciais e propriedades rurais. O valor é impressionante. Estamos falando de dinheiro que ficou nas comunidades, gerando emprego, renda e consumo para a nossa região, fomentando o desenvolvimento da economia local”, avalia o gerente de Negócios Estratégicos da Sicredi Pioneira RS, Jonas Eduardo Rauch, acrescentando que, nos últimos cinco anos, já foram liberados mais de R$ 168 milhões em crédito exclusivo para linha Energia Solar nos 21 municípios de atuação da cooperativa. 

 

Além de contribuir para a sustentabilidade do planeta, a energia solar fotovoltaica é uma boa opção para o bolso dos associados. Com taxas altamente competitivas, parcelamento em até 120 meses e carência de cinco meses para o primeiro pagamento, a linha sustentável Energia Solar é referência na área. A cooperativa financia 100% do projeto. Os equipamentos podem ser nacionais ou importados. A Sicredi Pioneira oferece soluções completas, desde o kit solar e a mão de obra até a estrutura de reforço do telhado, caso necessário. A economia pode alcançar até 95% da fatura de energia elétrica do associado. 

 

“A energia solar se popularizou, e hoje há uma grande procura por projetos para pessoas físicas, além de comércios e indústrias. O maior benefício é a economia na conta de energia, cujo valor pode ser reinvestido em benfeitorias na residência ou nos empreendimentos dos associados. Como cooperativa, visamos muito ao desenvolvimento da nossa região e, ao fomentar essa linha, estamos estimulando a geração de emprego e renda nas comunidades onde a Sicredi Pioneira atua”, resume a gerente de Negócios de Energia Solar da Sicredi Pioneira, Júlia Renata Cornelli. 

 

Brasil entre os Top 10 

 

O Brasil garantiu a 9ª colocação entre os 10 países que mais instalaram sistemas de energia solar no mundo em 2020, mesmo com os impactos provocados pela pandemia, registrando 3,15 gigawatts (GW) em novos empreendimentos de geração solar. O ranking global é liderado pela China, Estados Unidos, Vietnã, Japão e Alemanha. Os dados são provenientes da Agência Internacional de Energia (IEA) e compilados pela Associação Brasileira de Energia Solar (Absolar).  

 

Para o professor e pesquisador da Universidade de Caxias do Sul Tiago Cassol Severo, a entrada do país no Top 10 resulta do crescimento do setor nos últimos anos, sendo que, em 2020, quase dobrou o número de instalações em relação a 2019 e, no primeiro semestre deste ano, já apresenta indicativos similares. “O desempenho é condicionado ao aumento da oferta de equipamentos, de marcas no setor e do número de empresas prestadoras dos serviços de projetos e instalação, bem como a maior divulgação dos benefícios que a energia solar pode propiciar às indústrias, comércios e residências. A oferta, ligada à maior quantidade de integradores e ao conhecimento da sociedade sobre essa fonte renovável de geração de energia, faz com que esses números tenham seu crescimento favorecido”, argumenta Severo. 

  

De acordo com a Absolar, o segmento movimentou cerca de R$ 15,9 bilhões em investimentos locais no ano passado, enquanto para 2021 as projeções apontam para aportes ainda maiores, estimados em R$ 22,6 bilhões de reais. O Rio Grande do Sul não fica atrás desta evolução, ocupando o Top 3 entre os estados que mais instalaram projetos solares no Brasil, junto a Minas Gerais e São Paulo. Na relação de municípios gaúchos, Caxias do Sul – a 17ª cidade brasileira com maior potência solar instalada – comporta mais de 2 mil unidades consumidoras de energia elétrica recebendo energia de sistemas solares, representando em torno de 25 megawatt-pico (MWp) de potência instalada. “Outros municípios do RS também merecem destaque, como Santa Cruz do Sul, Porto Alegre e Novo Hamburgo, que possuem potências de 17 a 19 MWp e superam 1,7 mil unidades recebendo créditos de energia cada um”, lembra o pesquisador 

 

Em questões de tecnologia, o RS não deixa a desejar, uma vez que módulos fotovoltaicos com potências superiores a 500 watts-pico (Wp) são encontrados com certa facilidade. Segundo o professor, inversores, microinversores e otimizadores também são tecnologias facilmente disponíveis pelos integradores, permitindo que seus custos sejam cada vez mais competitivos ou oportunizando soluções que melhor se enquadrem à necessidade do cliente.

 

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4,5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 23 Estados e no Distrito Federal, com mais de 1.900 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. A área de atuação da Sicredi Pioneira RS é composta por 21 municípios: Alto Feliz, Canela, Caxias do Sul, Dois Irmãos, Estância Velha, Feliz, Gramado, Ivoti, Lindolfo Collor, Linha Nova, Morro Reuter, Nova Petrópolis, Novo Hamburgo, Picada Café, Portão, Presidente Lucena, Santa Maria do Herval, São Francisco de Paula, São José do Hortêncio, São Leopoldo e Vale Real.

 

 

 

Please follow and like us: